Emoção de Criança

Padrão

12/09/12

Ao descobrir que todas as minhas notas sumiram (ainda questiono a real utilidade do iPad em minha vida), aqui estou tentando recuperar o que já havia escrito, mas é claro que sem o calor das emoções de ontem.

Depois de mais de 10 horas de viagem, posso dizer que está tudo bem. Dormi praticamente a viagem inteira, menos quando as 2 crianças que competiam qual delas choraria mais alto e acordaria mais gente no avião. Além disso, os pais faziam questão de andar com elas e levar uma mostra da gritaria para todos os passageiros.

Do aeroporto até Termini foi muito rápido e pouco depois das 8 da manhã já estava no burburinho de Roma. Como meu bilhete para Nápoles estava marcado para 13 horas. Resolvi dar um giro pela cidade. Coloquei minha mochila mais pesada num bagageiro e fui à luta, “senza paura”! Na praça em frente a Termini, comprei bilhete para um ônibus panorâmico. Escolhi um menos concorrido e que já estava de partida. Logo de cara vi que o hotel que vou ficar hospedada em Roma me permite andar tudo à pé. Apenas o Vaticano ficará mais distante e terei que pegar metrô.
Minha reação ao ver o Coliseu foi de vibrar como uma criança que ganha um presente que queria muito! E desde então me questiono sobre o porquê de não te vindo aqui antes. Adorei tudo. E não vejo a hora de vasculhar essa cidade. Retornei a Termini antes do meio dia, almocei, peguei minha mochila no bagageiro e rumo a Nápoles.

Como estava sem dormir direito, apaguei no trem. Só acordei com o simpático moço do lanchinho.

Anúncios

»

  1. Manuu, Roma é um sonho!! Eu tive uma reação muito parecida ao ver o Coliseu… fiquei toda arrepiada, com um sorriso de orelha a orelha e pensando “meu Deus, estou aqui! eu estou aqui! é o Coliseu!”

    Nossa, foi surreal. Era um sonho conhecer essa cidade!

    PS.: Chorei ao chegar no Vaticano rs

    • Gabi, arrepios tive em muitos lugares, mas chorei copiosamente dentro da Basílica de São Pedro. Tive medo até de passar mal. Primeiro tremia dos pés a cabeça quando vi a Pietà, não conseguia nem fotografar direito. Ao chegar ao altar principal, chorei muito. Com a emoção controlada, voltei a todos os lugares para ver direito.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s